História do Logotipo

História do Logotipo

Desde o início da história, a civilização vem utilizando imagens e símbolos para representar pessoas, ideias e, grosso modo, produtos. Na Roma antiga, por exemplo, mosaicos que possuíssem a figura de um elefante certamente estariam retratando que determinado indivíduo esteve no Continente Africano.

Na antiguidade, marca e logotipo tinham uma conotação simbólica de representação de ideia. Podemos voltar a Roma antiga e as moedas que circulavam na época sempre tinham desenhos que representavam o império em vigência.

Mosaico: Símbolo do Senado de uma das cidades estados de Roma.

Moedas Romanas.

Escudos Romanos. Símbolos definindo regiões e tipo de exército.

Podemos observar que os celtas utilizavam símbolos para representar as estações do ano e alguns deuses.

Símbolo Celta da Fertilidade.

Além desse atributo simbólico que o logotipo tinha na antiguidade, ele rapidamente se associa aos brasões na idade média, o que nos levou a uma grande evolução no pensar um logotipo.  Neste estágio, o logo era pensado para determinada família, ou para determinado reino, no caso de bandeira ou exército. Damos exemplos aqui do brasão real dos Tudors e do logotipo dos templários.

A Casa de Tudors.

Flor símbolo da casa.

 

Mudança da Flor com o casamento do Rei Henry.

 

Final Flor com a fusão de famílias.

Brasão Real – Casa Tudors.

Com a revolução industrial, a criação de novos produtos e a rapidez de como eles se espalharam  surgiu a necessidade de se ter uma identidade visual, ou um símbolo para marcar e fazer com o que os produtos se diferenciassem entre eles. Isso foi fundamental para as primeiras empresas e artesãos da época se preocuparem com a imagem visual de seus produtos. Esse também foi o primeiro passo para que a evolução do design gráfico, publicidade e branding.

 

IBM Logo e sua evolução.

O logotipo tem o objetivo de diferenciar uma marca dos seus concorrentes, criando uma ligação com os consumidores e potenciais consumidores.

A criação de um logotipo é essencial para uma empresa, sendo que não basta ser visualmente agradável, o logotipo tem que significar alguma coisa. Para isso, a criatividade é essencial, e as cores, formas e letras introduzidas no logotipo devem ser cuidadosamente ponderadas.

 

Participe de Nosso Evento

Se você gostou do artigo, você vai adorar nosso mini-curso de criação de logos. Saiba mais acessando aqui.

Você também pode entrar em contato com a gente por aqui:

 

Admin bar avatar
10+ anos de experiencia em marketing e branding com expertise em métodos como Design Thinking, UX, Personas Map, AI entre outras ferramentas estratégicas. Profissional criativo e versátil com experiência em implementar estratégias de marketing, design e conteúdo de branding para startups, media e high-growth empresas que apresentam atividades offline e online. Rodrigo já passou por empresas nacionais e internacionais, atendendo clientes como Netflix, Ross, South Bay Winery, Criar Sistema de Ensino de Lingua Portuguesa, Bio Soja, entre outros. Fundador da IESCD (Immaginare Escola de Criação e Design), hoje trabalha como free-lancer em Los Angeles, CA.

Deixe uma resposta