Os métodos mais utilizados no Processo Criativo

Vocês conhecem os métodos Método Bi-Associativo e Método Elaborativo? Vocês sabiam que um complementa o outro?

O Método Bi-Associativo foi desenvolvido por Kneller e Koestler. Eles acreditavam que para criar precisávamos  da interação de duas matrizes. O resultado, neste caso, seria uma terceira matriz totalmente diferente da primeira e da segunda.

Esta teoria evoluiu para o que nós conhecemos de “referência” ou pesquisa de referência. A referência funciona como as matrizes. O que é muito comum acontecer com esse método é criamos projetos semelhantes às matrizes ou às referências utilizadas. Desta maneira, podemos  ter problemas de plágio.

Neste método é obrigatório a colisão de matrizes para ter o resultado de uma terceira matriz desvinculada, da primeira e da segunda. Processos de pesquisa que podemos identificar que utilizam esse método são: pesquisa de cenários, pesquisa de linguagem visual, pesquisa de produto, pesquisa de tendência e pesquisa criativa.

 

 

Fazemos associações a todo momento em nosso dia a dia, portanto esse método é muito simples de praticar, temos apenas que tomar cuidado com nosso resultado, pois ele tem que estar distante das matrizes de referência.

Já o método Elaborativo foi criado na escola de ULM na Alemanha e hoje é muito presente nas pesquisas de tendências, em construções de benchmarking e nas pranchas de seleção para criarmos projetos visuais de interiores, design gráfico, fashion e produto.

O método Elaborativo consiste em uma pesquisa de imagens e organizada em pranchas. Podemos separar as imagens por categorias ou decompor suas formas ou cores. Podemos criar quantas pranchas forem necessárias, e no final convergimos com a criação de uma prancha chamada: prancha de seleção.

Modelos de Pranchas

O que o método faz? Como o próprio nome diz: método de Elaborativo, ele vai aumentar a elaboração do seu organismo. Se o seu organismo demora 15 horas para elaborar uma ideia ou resolver um problema, o método elaborativo faz com que esse tempo caia para 5 ou 6 horas. Por isso, que quando temos um problema ou temos que gerar ideias, elas acontecem em lugares ou horários inusitado, como: tomando banho, almoçando com a namorada, falando no telefone com um amigo, e etc… Quando isso acontece a causa é a elaboração, seu organismo teve o tempo necessário para elaborar.

Modelos de Prancha de Seleção e Concepção

Muitas pessoas acreditam que as ideias acontecem ou as soluções chegam quando focamos nossa mente para realização de outras atividades. Estudos científicos, como o realizado pelo professor e doutor em Pesquisa Criativa, Mark Runko da Universidade da Georgia, mostra que quando tentamos desfocar nossa atenção do problema a ser resolvido, teremos mais dificuldades em encontrar a solução ou a ideia.

O que devemos fazer é uma pesquisa de prancha para que o nosso cérebro crie uma empatia com o que estamos criando e faça nosso organismo elaborar de uma maneira mais rápida.

10+ anos de experiencia em marketing e branding com expertise em métodos como Design Thinking, UX, Personas Map, AI entre outras ferramentas estratégicas. Profissional criativo e versátil com experiência em implementar estratégias de marketing, design e conteúdo de branding para startups, media e high-growth empresas que apresentam atividades offline e online. Rodrigo já passou por empresas nacionais e internacionais, atendendo clientes como Netflix, Ross, South Bay Winery, Criar Sistema de Ensino de Lingua Portuguesa, Bio Soja, entre outros. Fundador da IESCD (Immaginare Escola de Criação e Design), hoje trabalha como free-lancer em Los Angeles, CA.

Deixe uma resposta