Tendências no Design para 2018

Vamos começar Fevereiro pensando um pouco mais nas tendências que vão estar presentes neste ano de 2018. A ideia é mostrar técnicas e elementos que podemos incorporar nos nossos projetos  durante esse ano. Dividimos em 4 áreas distintas: Gráfico, Interiores, Produto e Gestão.

 

Design Gráfico

A influência digital e de apps de fotografia vão trazer para a área de Design Gráfico os efeitos de colagem, canais de cores, máscaras e a integração da imagem com texto. O efeitos de neon, brilho, glitch, as  quebras dos textos e efeitos de liquify também estarão presentes em muitos projetos gráficos e campanhas. Além disso, teremos o semi-flat design presente na parte digital. As quebras de textos, gradiente, canais de cores e glitch já foram tendências em 2014, porém voltam mais limpos (clareza visual) e com minimidade.

 

 

Uma técnica que vai estar muito presente é a Iconificação, a intervenção de ícones na ilustração. O playbill vai continuar influenciando os projetos de embalagens.

 

 

Design de Interiores

Os arcos são as principais apostas para esse ano na arquitetura e design de interiores. As janelas e portas também ganham atenção, pois elas emergem dessa ideia de amplitude e grandeza que os arcos trazem. Teto alto e com interferências de materiais também vai estar em destaque acompanhado pelas cores de tom rompido, e agora no primeiro semestre, a paleta pastel vai ditar alguns trends.

O cromo e os sofas redondo ou orgânicos são alguns dos acessórios que iremos ver muito esse ano. Como uma tia minha diz, o cromo nunca sai e moda (risos). E se a cozinha já era considera importante, ela se torna nos Estados Unidos o coração da casa. Você já pode imaginar como essa tendência vai fica no Brasil, não é? Como já consideramos a cozinha o coração da casa aqui no Brasil, ela vai virar praticamente uma persona.

 

 

Na área da gestão e estratégias de design temos três conceitos que vão ser bem fortes esse ano, são eles:

Value Validation

As estruturas empresariais como visão, missão e valores vão ser validadas antes mesmo de se ter um logo ou uma estrutura pronta de Branding. Isso se deve ao número de startups e aos métodos de design que cada vez mais são aplicados no processo de desenvolvimento de produto, serviços ou empresas.

Estratégias de Personas

Funciona como um plano de marketing ou de design, mas focado na persona. Criamos um canvas para a persona seguindo uma estrutura psico-demográfica. Para ser mais prático, imaginamos que escolhemos nosso canvas de personas utilizando a estrutura dos inovadores e dos conectores. Essas duas classes psico-demográficas já tem um perfil mapeado, neste caso iremos criar as nossas personas baseadas nessas duas estruturas. Tendo em mente que os produtos ou mensagens de comunicação vão ser apenas para essas duas segmentação. Este ano vamos ver muitas estratégias utilizando as personas como ponto inicial dos projetos.

Branding como um Ecossistema

A gestão da marca vai ser vista como um ecossistema vital da empresa onde a imagem digital, corporativa e offline estarão inseridas em um composto de histórias tendo elementos visuais como os pontos de unidades e misturas deste Storytelling.

Esperamos que você tenha tido várias ideias para esse ano, nos falamos em breve em mais um artigo.

Admin bar avatar
10+ anos de experiencia em marketing e branding com expertise em métodos como Design Thinking, UX, Personas Map, AI entre outras ferramentas estratégicas. Profissional criativo e versátil com experiência em implementar estratégias de marketing, design e conteúdo de branding para startups, media e high-growth empresas que apresentam atividades offline e online. Rodrigo já passou por empresas nacionais e internacionais, atendendo clientes como Netflix, Ross, South Bay Winery, Criar Sistema de Ensino de Lingua Portuguesa, Bio Soja, entre outros. Fundador da IESCD (Immaginare Escola de Criação e Design), hoje trabalha como free-lancer em Los Angeles, CA.

Deixe uma resposta